A importância da automação comercial

Desde o início das atividades comerciais, o comerciante se preocupa em realizar o melhor negócio possível, buscando sempre o melhor lucro e a satisfação de seu cliente.

Como toda a atividade, o comércio sempre passou por diversas fases de evolução em seus processos, gerando novas necessidades.

No princípio eram as anotações em cadernetas, onde eram anotados os pagamentos a serem feitos, os empréstimos obtidos a “Fio de Bigode”, os recebimentos a vista e os futuros lançados na caderneta do cliente, como as vendas “fiado”.

Com o aumento das vendas e com a necessidade de realizar operações de venda de maneira mais rápida e eficaz, surgiram as máquinas registradoras mecânicas, onde serviram como grandes calculadoras e ao mesmo tempo, uma peça decorativa do estabelecimento. Ainda hoje se usam máquinas registradoras, mas são utilizadas máquinas registradoras digitais, que são muito menores e mais precisas que suas antecessoras.

No cenário nacional, o comércio varejista vem passando por transformações decorrentes da abertura de mercado, por meio da globalização e da vinda de fortes grupos do exterior, gerando grande competitividade. O perfil mais exigente do consumidor e sua perda de poder aquisitivo acirram a concorrência entre os comerciantes.

O acirramento da concorrência leva o setor a buscar a diferenciação, por meio de investimentos em automação e programas de prevenção de perdas, visando à busca da agilidade e eficiência operacional, bem como a preservação das margens. O comércio atual não suporta mais uma simples máquina registradora e uma caderneta para as entradas e saídas de caixa. Para suprimir essa necessidade, surgiu a automação comercial.

O processo de automação comercial consiste em unir a automatização de processos manuais (como a soma dos produtos comprados pelo cliente, impressão de notas fiscais, etc…) com a informática.

Essa união permite criar soluções precisas e dinâmicas onde o comerciante consegue atender seus clientes de forma ágil e com qualidade e, ao mesmo tempo, é suprimido com informações essenciais para a tomada de decisão de seu negócio (ítens mais vendidos, horário de pico, verificação de lucro ou prejuízo, etc…).

 

Fonte: Blog da Automação.